Home  >  Serviços  > Levantamento topográfico

Levantamento topográfico

Tudo o que você precisa saber sobre levantamento topográfico

Levantamento topográfico ou projeto de topografia é a descrição exata e detalhada de um terreno, informando todos os seus acidentes geográficos, seus aspectos ambientais e as suas delimitações divisórias.

É fundamental para o planejamento e projeto da construção. Com a planta topográfica, é possível acompanhar a execução da obra, verificando se está bem alinhada e posicionada, além possibilitar o monitoramento, identificando possíveis deslocamentos de estruturas. Também facilita a visualização e, além de auxiliar na avaliação do preço, ajuda a avaliar a viabilidade financeira do projeto.

O projeto de levantamento topográfico possui inúmeras aplicações, como determinar as dimensões de áreas urbanas e rurais, realizar levantamento altimétrico em áreas de interesses, ajudar no cadastramento de imóveis, obter quantitativos de volumes e determinar volume de aterros.

O processo é dividido em fase de coleta, processamento e tratamento de dados, disposição e gerenciamento das informações coletadas, que irá compor relatório e planta da área.

 

Levantamento topográfico na ABNT

A ABNT NBR 13133 de 1994, denominada Execução de levantamento topográfico, define “levantamento topográfico” como:

Conjunto de métodos e processos que, através de medições de ângulos horizontais e verticais, de distâncias horizontais, verticais e inclinadas, com instrumental adequado à exatidão pretendida, primordialmente, implanta e materializa pontos de apoio no terreno, determinando suas coordenadas topográficas. A estes pontos se relacionam os pontos de detalhes visando à sua exata representação planimétrica numa escala predeterminada e à sua representação altimétrica por intermédio de curvas de nível, com equidistância também predeterminada e/ ou pontos cotados.

Além de definir, também fixa as condições exigíveis para levantamento topográfico para:

  1. a) conhecimento geral do terreno: relevo, limites, confrontantes, área, localização, amarração e posicionamento;
  2. b) informações sobre o terreno destinadas a estudos preliminares de projetos;
  3. c) informações sobre o terreno destinadas a anteprojetos ou projetos básicos;
  4. d) informações sobre o terreno destinadas a projetos executivos.

 

Tipos de levantamento topográfico

Dentro da construção civil, há três formas de medição de área:

– Levantamento planimétrico: determina, no terreno, dados necessários à representação em plano horizontal, da forma e da posição relativas de todos os acidentes que nele se encontram, comportando, assim, a medida de ângulos e de distâncias referidas àquele plano, ou seja, realiza apenas projeções horizontais.

– Levantamento altimétrico: fornece dados necessários à representação, em um plano horizontal, do relevo da superfície terrestre do local, ou seja, projeções verticais.

– Levantamento planialtimétrico: é a junção dos levantamentos planimétrico e altimétrico, determinando projeções horizontais e verticais, ou seja, considera comprimento, largura, altura e altitude do terreno.

Em loteamentos, a medição de terreno é feita por meio do projeto planialtimétrico cadastral, que busca representar com a maior precisão possível a porção de terra urbana ou rural em um Modelo Digital do Terreno (MDT), que realiza a representação plana das 3 dimensões do terreno com todos os níveis encontrados na propriedade.

Os principais dados contidos na topografia para arquitetos são: medidas do terreno, nível em relação à rua e construções adjacentes, alinhamento dos muros e meio fios, árvores e postes, caixas de drenagem, existência de córregos, elementos em geral existentes no terreno, demarcação de estradas e locação de obra.

captcha

Levantamento Topográfico

Métodos de levantamento topográfico planimétrico

– Poligonação: consiste em um polígono irregular do qual são medidos os ângulos entre alinhamentos consecutivos e as distâncias entre os vértices vizinhos para determinar as coordenadas retangulares de seus vértices. Para o transporte de coordenadas é recomendável ter, pelo menos, dois pontos de coordenadas conhecidas para uma poligonal apoiada nos mesmos pontos e quatro pontos de coordenadas conhecidas para uma poligonal apoiada em pontos distintos.

– Polar: também é conhecido como método da irradiação, sendo o mais utilizado para levantamentos de detalhes. Pode ser utilizado para um ou vários pontos em que se desejam obter as coordenadas e para isso são medidos ângulos e distâncias.

Quando os pontos-objeto não são de fácil acesso, também são utilizados os métodos trigonométricos:

– Interseção a vante: é aplicado medindo as direções para o ponto em que se deseja determinar as coordenadas a partir de pontos de coordenadas conhecidas. Para realizar a medição, estaciona-se o instrumento para medir a terra sobre pontos de coordenadas conhecidas.

– Interseção a ré (resseção): é feita com as medições de direções de um ponto qualquer a pontos de coordenadas conhecidas. A solução das coordenadas do ponto que se quer determinar é baseada na interseção de, pelo menos, três linhas retas. Para medir, centraliza-se o instrumento de medição sobre o ponto que se deseja determinar.

 

A importância do levantamento topográfico

A planta topográfica constitui uma representação fiel da realidade sobre um plano, servindo para qualquer estudo técnico sobre aquela porção do terreno. Também é possível extrair diversas informações, como a área de uma propriedade, a inclinação de uma encosta, o volume de uma elevação ou de uma bacia e dimensões de construção.

Antes de projetar qualquer obra, é necessário um prévio levantamento topográfico do local onde será implantada. Com a utilização de regras e princípios matemáticos, essa medição de área contribui para um adequado conhecimento do terreno e a correta implantação da obra.

O material técnico completo de uma topografia é constituído por plantas ou cartas topográficas, cadernetas de campo, ou seja, o registro das medições feitas e os croquis, e relatório com a descrição da metodologia adotada no trabalho, as especificações dos serviços e os equipamentos utilizados.

 

Georreferenciamento

Georreferenciamento é o processo de levantamento topográfico que materializa as divisas com utilização de marcos onde recebem coordenadas geográficas (latitude e longitude) reais e corrigidas com nível de precisão menor que 10cm. Simplificando, é o mapeamento de um imóvel rural referenciando os vértices de seu perímetro ao Sistema Geodésico Brasileiro, definindo sua área e sua posição geográfica.

Esse processo de topografia e georreferenciamento só pode ser executado por profissionais devidamente qualificados e credenciados pelo INCRA utilizando equipamentos modernos e de grande precisão, afinal, o levantamento, que é exigido pelo Cartório de Registro Imobiliário e pelo INCRA, deve ser preciso.

 

Como é feito um projeto topográfico

Primeiramente, pontos de referência são determinados para situar os elementos do terreno. O topógrafo, profissional que realiza a topografia de terreno, marca um ponto aleatório com o piquete e é desse ponto que se inicia a medição de terra. Os demais pontos formarão uma poligonal dentro do local.

A Estação Total, aparelho de medição de distâncias e ângulos, é posicionada sobre o ponto inicial. O centro do instrumento fica exatamente sobre o primeiro ponto, pois é a partir dele que será determinada a distância até o seguinte.

Os topógrafos responsáveis medem a posição, ou seja, a distância e o ângulo de cada elemento do terreno em relação à poligonal com o sensor infravermelho da Estação Total. Esses dados são colocados na planta ou carta topográfica, que será fornecida aos projetistas.

O processo para medir terras pode ser divido em três fases:

  1. Reconhecimento, escolha, implementação e medição da rede local que apoio, que pode ser mais de uma;
  2. Ligação da rede local à rede global;
  3. Levantamento de pormenor apoiando-se na rede local.

Após essas três fases, é obtido um modelo numérico do terreno, ou seja, um conjunto de coordenadas dos pontos que representam, a princípio, a forma e a dimensão de uma dada parcela da superfície terrestre relativa a um sistema de referência local ou global.

Levantamento Topográfico

Aparelhagem

A NBR 13.133 indica que, para a execução das operações topográficas, sejam utilizado os seguintes instrumentos: teodolitos, níveis e medidores eletrônicos de distâncias (MED). Para auxiliar na medição, também é indicado usar balizas, prumos esféricos, trenas, miras, prismas, termômetro, barômetro, psicômetro, dinamômetro, sapatas e para-sol.

 

Informações extras

É preciso checar se as delimitações do terreno estão de acordo com o que consta na documentação da área e também realizar a limpeza do terreno, retirando a vegetação rasteira e grama, porque podem esconder desníveis do solo. Dependendo de cada caso, pode ser preciso obter licenças ambientais e desapropriar áreas para realizar a obra.

O topógrafo poderá fazer marcações no solo para levantamentos terrestres ou aéreos ou usar pontos de referência já existentes, como o cruzamento de ruas, quinas de construção prévia ou próxima do terreno.

 

Antes de pesquisar qualquer empresas de topografia, é importante estabelecer qual o tipo de levantamento topográfico é mais adequado para você. Para isso, conte com a consultoria da Acéssure. Além de sermos uma empresa especialista e capacitada, também nos preocupamos em buscar os melhores caminhos para resolver o seu caso e o melhor: com valores que respeitam o seu orçamento.

Orce agora conosco e conte com a nossa assessoria. Nosso preço é justo e acessível.

Faça agora um orçamento e conte com a nossa assessoria.

Nosso preço é justo e acessível.

captcha


WhatsApp chat